Dra Monica Cabral Endocrinologista
Síndrome metabólica - Dra Monica Cabral Endocrinologista

Síndrome metabólica

Eu tenho Síndrome Metabólica?

Atualmente além de haver uma preocupação com o peso existe uma forte preocupação em relação ao diâmetro da cintura. Saiba porque o padrão maçã está mais relacionado ao infarto, diabetes, HAS, dislipidemia e outras doenças. A Síndrome Metabólica (SM) é uma condição de risco cardiovascular, relacionada com resistência à ação da insulina e obesidade abdominal. A SM tem correlação forte com doença cardiovascular, aumentando a mortalidade geral em cerca de 1.5 vezes e a cardiovascular em 2.5 vezes.
Um recente consenso (“Adult Treatment Panel III, ATP III) sugere que os indivíduos portadores de três ou mais dos seguintes critérios devam ser considerados como portadores de síndrome metabólica:

1.Obesidade abdominal (visceral), medida ao nível do umbigo: cintura > 102 cm em homens e > 88 cm em mulheres;
2.Hipertrigliceridemia: > 150 mg/dL
3.HDL colesterol: < 40 mg/dL em homens e < 50 mg/dL em mulheres;
4.Hipertensão arterial sistêmica > 130/85 mmHg;
5.Glicemia de jejum: > 110 mg/dL (recentemente, a Associação Americana de Diabetes sugeriu que os valores de normalidade para glicemia de jejum fossem reduzidos para, no máximo, 99 mg/dL, sendo possível que esse critério seja adotado também para síndrome metabólica em um próximo consenso da ATP III).

Em abril de 2005, a International Diabetes Federation (IDF) lançou uma nova definição para Síndrome Metabólica. A entidade espera que o método adotado represente uma ação preventiva mais agressiva, facilitando a detecção precoce. Os critérios são:

1.Obesidade abdominal (visceral), medida ao nível do umbigo: cintura > 94 cm em homens e > 80 cm em mulheres;
2.Hipertrigliceridemia: > 150 mg/dL
3.HDL colesterol: < 40 mg/dL em homens e < 50 mg/dL em mulheres;
4.Hipertensão arterial sistêmica > 130/85 mmHg;
5.Glicemia de jejum: > 100 mg/dL

CONCLUSÃO: Reduzir o diâmetro da cintura através da reeducação alimentar, atividade física e com uso de medicamentos adequados quando necessários, implica em redução do risco cardiovascular e vida mais saudável!!!